Últimas Notícias Últimas Notícias

Projeto dá nome de estudante assassinada a parque na Asa Sul

Projeto dá nome de estudante assassinada a parque na Asa Sul

Qui, 11 Out 2018 19:25

Projeto dá nome de estudante assassinada a parque na Asa Sul

Projeto dá nome de estudante assassinada a parque na Asa Sul

Movida pela emoção dos presentes e tendo como principal questão o combate à violência sexual contra as mulheres, uma reunião pública da Câmara Legislativa, nesta quinta-feira (11), discutiu proposição de autoria do deputado Wellington Luiz (MDB) que dá o nome da estudante Maria Cláudia de Siqueira Del'Isola ao parque da EQS 112/113 Sul.

Em dezembro de 2004, a aluna de pedagogia da UnB, de 19 anos, foi estuprada e assassinada pelo caseiro da família com a ajuda de sua parceira, que também trabalhava na residência. O corpo da vítima foi encontrado pela polícia três dias após o crime em sua própria casa.

Para debater o Projeto de Lei nº 1.996/2018, além de parlamentares, estiveram presentes os pais da homenageada; a professora da UPIS Onízia de Miranda; a advogada Flávia Veloso, e a prefeita comunitária da EQS 112/113, Rachel Andrade. Cristina Del'Isola, mãe da estudante, criou o Movimento Maria Cláudia Pela Paz e a atitude da família foi destacada pelo presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT).

Para Wellington Luiz, lembrar Maria Cláudia "é uma forma de gritar contra a violência". A ideia é ocupar os espaços públicos, principalmente os parques, para que se minimizem as oportunidades de ocorrência de situações de violência. Os presentes ao evento concordaram, por unanimidade, com a homenagem. O deputado Raimundo Ribeiro (MDB) também se manifestou favoravelmente.

Marco Antônio Del´Isola, pai de Maria Cláudia, agradeceu à CLDF pelo projeto de lei. "Este é um gesto concreto que mostra que o Legislativo pode ajudar a construir um Distrito Federal melhor", declarou. Por sua vez, Cristina Del'Isola leu uma carta, de sua autoria, onde enfatiza "a importância de transformar a dor em luta".

Nayá Tawane e Victoria Kortbawi (estagiárias)
Foto: Carlos Gandra/CLDF
Comunicação Social - Câmara Legislativa