Últimas Notícias Últimas Notícias

Disputa pelo 23º Troféu CLDF é encerrada com exibição de três curtas e um longa

Disputa pelo 23º Troféu CLDF é encerrada com exibição de três curtas e um longa

Sex, 21 Set 2018 23:04

Disputa pelo 23º Troféu CLDF é encerrada com exibição de três curtas e um longa

Disputa pelo 23º Troféu CLDF é encerrada com exibição de três curtas e um longa

Mais uma edição da Mostra Brasília – vitrine dos filmes que concorrem ao Troféu Câmara Legislativa – chega ao fim nesta sexta-feira (21). Em sessão lotada no Cine Brasília, foram exibidos três curtas-metragens e um longa, os últimos de um total de 21 títulos selecionados. As produções disputam R$ 240 mil em prêmios concedidos pelo Legislativo local em reconhecimento e estímulo à produção audiovisual do DF. Os vencedores serão conhecidos no domingo (23), durante cerimônia de encerramento do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Único longa da sessão, "New Life S.A." traz a história de um jovem arquiteto bem-sucedido que assina o projeto de um ambicioso e utópico condomínio em Brasília. A narrativa expõe os interesses da construção civil em oposição ao direito à moradia, a especulação imobiliária e os direitos mínimos dos trabalhadores.  É a estreia de André Carvalheira na direção de longa-metragem. O diretor, que começou no cinema como assistente de câmera em 1996, assina vários títulos de curta-metragem, a exemplo de "Toda Brisa", premiado na 8ª edição do Troféu Câmara Legislativa.

Carvalheira apontou a premiação e seu espaço de exibição como fundamentais para o cinema da cidade. Ele elogiou a nova geração de realizadores brasilienses e o trabalho das diretoras mulheres. E, por fim, ressaltou o papel do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) como fomentador da produção cinematográfica no DF e lembrou que o edital desse ano ainda não foi lançado.

A luta pela moradia também está presente no curta-metragem "Noroeste", o único documentário da noite. O título da obra faz referência a um bairro novo de Brasília, que já registrou o metro quadrado mais caro do Distrito Federal. Instalado em meio a questionamentos ambientais, a localidade aparece no filme em oposição à vida dos índios da chácara Tuxá, etnia indígena. A obra também estabelece contraponto às construções de luxo e ao trabalho dos operários e dos funcionários de limpeza.

Dirigido por Lucas Ferreira Gesser, "Noroeste" é um projeto de conclusão de curso em Audiovisual pela Universidade de Brasília (UnB). "É uma reflexão crítica acerca de nossa cidade, ainda mais num momento em que discursos de ódio ganham tanta visibilidade. Quem fica à margem de projetos como o Noroeste? Quem fica de fora? Essas questões devem ser muito pensadas, em especial no período eleitoral e adiante", defendeu o diretor.

A relevância da UnB na formação de cineastas e na consolidação do cinema em Brasília é visível também na obra do estudante Rafael Stadniki, diretor do curta "Sinucada". O filme é uma comédia que trata de um desafio na mesa de sinuca para a inserção de calouros num centro acadêmico (CA). O realizador lamentou a dificuldade em ter obras universitárias aceitas para o Cadastro de Entes e Agentes Culturais (Ceac), pré-requisito para concorrer aos editais públicos do Fundo de Apoio à Cultura (FAC) do GDF.

A última sessão da Mostra Brasília também exibiu o curta-metragem "O Mistério da Carne", dirigido e roteirizado por Rafaela Camelo, vencedora do Troféu Câmara Legislativa com o filme "A Arte de Andar pelas Ruas de Brasília" (2011). O filme abriu a programação de hoje com uma obra com a seguinte sinopse: "Abençoado seja o domingo, que é dia de encontrar Giovana". A obra trata, com sutilezas e tensões, da relação entre duas adolescentes católicas imersas nas convenções da igreja. Descobertas e desejos representados na trama do filme arrancaram aplausos da plateia.

Rafaela Camelo também destacou a importância do apoio do FAC para a profissionalização do cinema local. Já a atriz Pâmela Germano ressaltou a inspiração por ter participado de uma produção tão marcada por mulheres: "O momento em que estava nas filmagens e me vi rodeada por mulheres tão competentes foi muito inspirador, de forma inenarrável. Aplaudo todas as mulheres que estão aqui", disse durante a apresentação da obra no palco do Cine Brasília.

Vitrine - A Mostra Brasília faz parte da programação do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e este ano contou com a participação de 21 filmes. As produções disputam o 23º Troféu Câmara Legislativa, que vai distribuir um total de R$ 240 mil em prêmios, divididos entre várias categorias (veja abaixo). O melhor longa-metragem escolhido pelo júri oficial receberá R$ 100 mil, e o curta, R$ 30 mil. O júri popular também vai eleger os vencedores nas duas categorias, que receberão, respectivamente, R$ 40 mil e R$ 10 mil.

O melhor longa-metragem segundo o júri popular receberá, ainda, R$ 100 mil da Petrobrás, para serem aplicados na distribuição do filme no circuito comercial, em 10 salas de cinema de três das principais cidades brasileiras. O melhor longa eleito pelo júri oficial também receberá o Prêmio CiaRio, no valor de R$ 16 mil em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa MovieCenter. Já o curta-metragem indicado pelo júri oficial receberá, por sua vez, o Prêmio CiaRio de R$ 8 mil, para locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa Naymar.

Incentivo – O Troféu Câmara Legislativa do DF foi criado em 1996 para reconhecer o talento dos cineastas brasilienses e incentivar os jovens realizadores, ajudando a consolidar a Mostra Brasília e a produção audiovisual da cidade. Desde então, já foram distribuídos R$ 2,4 milhões em premiações a nomes que viriam a ser reconhecidos nacional e internacionalmente, como a documentarista Maria Augusta Ramos e os diretores Adirley Queirós, José Eduardo Belmonte, René Sampaio, Betse de Paula, Santiago Dellape, entre outros.

Prêmios do Júri Oficial do Troféu Câmara Legislativa

a) melhor longa-metragem: R$ 100.000,00
b) melhor curta-metragem: R$ 30.000,00
c) melhor direção: R$ 12.000,00
d) melhor ator: R$ 6.000,00
e) melhor atriz: R$ 6.000,00
f) melhor roteiro: R$ 6.000,00
g) melhor fotografia: R$ 6.000,00
h) melhor montagem: R$ 6.000,00
i) melhor direção de arte: R$ 6.000,00
j) melhor edição de som: R$ 6.000,00
k) melhor trilha sonora: R$ 6.000,00

Prêmios do Júri Popular

a) melhor longa-metragem: R$ 40.000,00
b) melhor curta-metragem: R$ 10.000,00

Denise Caputo
Fotos: Carlos Gandra

Comunicação Social – Câmara Legislativa