Últimas Notícias Últimas Notícias

« Voltar

Distrital critica atraso no pagamento de creches conveniadas

Distrital critica atraso no pagamento de creches conveniadas

Ter, 22 Out 2019 17:49

Distrital critica atraso no pagamento de creches conveniadas

Distrital critica atraso no pagamento de creches conveniadas

O deputado Leandro Grass (Rede) usou a tribuna na sessão ordinária da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta terça-feira (22) para criticar o atraso nos pagamentos das creches conveniadas com o GDF. Segundo ele, os recursos são oriundos do governo federal e o único papel do GDF é realizar o pagamento das creches, mas mesmo assim os atrasos já chegam a dois meses, em alguns casos.

De acordo com o parlamentar, o atraso atrapalha a compra de alimentos e o pagamento dos profissionais que trabalham nestas creches, prejudicando milhares de crianças. Grass informou que o governo prometeu pagar os atrasados até o final desta semana. "É inadmissível que o governo atrase este tipo de pagamento, se tiver que atrasar, que atrase outros pagamentos", afirmou, acrescentando que vai acompanhar até sexta-feira se o governo vai cumprir a palavra de pagar todos os atrasados.

Enfermeiras – Na mesma sessão, o deputado Jorge Vianna (Podemos) relatou desconforto das enfermeiras brasileiras com um trecho da música "Boqueira", da cantora Nayara Azevedo. Segundo Viana, a música trata as enfermeiras de modo pejorativo e gerou bastante descontentamento na categoria. O deputado explicou que em um trecho da música a cantora deseja que o namorado dela pegue uma doença na boca e "que ele não arrume uma rapariga enfermeira para tratar". "Isso causou mal-estar para esta profissão, que já sofre assédios constantemente. As mulheres da enfermagem sofrem isso a todo momento", lamentou, cobrando esclarecimentos da cantora.

Óleo – Outro tema abordado por alguns deputados na sessão ordinária foi o derramamento de óleo nas praias do Nordeste. Distritais condenaram a omissão do governo Bolsonaro com o desastre ambiental. A deputada Arlete Sampaio (PT) disse que ficou perplexa com declaração dada pelo presidente em viagem ao exterior, quando ele teria dito que o governo não pode fazer nada já que o óleo não é do Brasil. Para ela, trata-se do maior desastre ambiental da história do Brasil e já atingiu cerca de 200 praias. A deputada sugeriu a união de todos os partidos políticos para pôr fim ao atual governo.

O tema também foi abordado pelo deputado Fábio Felix (PSOL), que lamentou os prejuízos para a economia do Nordeste. Felix lembrou que o DF tem muitas pessoas vindas da região, com fortes ligações com as praias nordestinas. Para ele, o governo federal é omisso em relação ao caso e tem atuado na difusão de Fake News sobre as supostas causas do derramamento de óleo. "É preciso que a população, os parlamentares e os partidos políticos se manifestem contra esta situação e em defesa do nordeste brasileiro. O momento de ser patriota e honrar a bandeira brasileira é agora. O governo deveria fazer um aporte de recursos para os estados nordestinos enfrentarem o problema", completou.

Luís Cláudio Alves
Fotos: Carlos Gandra/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa