Últimas Notícias Últimas Notícias

« Voltar

Deputados criticam falta de repasses para assistência e aumento da energia

Deputados criticam falta de repasses para assistência e aumento da energia

Qua, 17 Out 2018 16:45

Deputados criticam falta de repasses para assistência e aumento da energia

Deputados criticam falta de repasses para assistência e aumento da energia

Deputados distritais subiram à tribuna, na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (17), para criticar a morosidade do GDF nos repasses de verbas para o setor de assistência social e ainda os aumentos nas tarifas de energia elétrica. "O governo do DF não repassa minimamente os recursos transferidos, com este fim, para as entidades de assistência social", observou o presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT).

O parlamentar tomou como exemplo o Centro Educacional de Audição e Linguagem (CEAL) que, segundo ele, presta um excelente serviço às famílias do Distrito Federal, mas vem sofrendo com a falta de verbas. Valle disse também que "não consegue ver em nenhum dos candidatos uma clareza nas propostas sobre a assistência social".

O deputado Wasny de Roure (PT) fez um apelo para que a Casa vote proposta de emenda à Lei Orgânica do DF de sua autoria que estabelece um percentual mínimo de 0,5% da receita corrente líquida para o setor. "Temos visto uma queda dramática nas verbas da assistência social, em todo o país, mas a Constituição faculta às unidades da federação estabelecer esses percentuais", explicou.

Conta de luz – O deputado Chico Vigilante (PT) criticou "mais um aumento na energia elétrica", que passa a vigorar a partir desta data. "Com o reajuste de hoje, a conta já subiu 77,89% durante o governo Rodrigo Rollemberg", resumiu. O distrital comparou a majoração atual com os 36% registrados durante os quatro anos de governo do seu partido no DF. "Naquele período foram construídas 17 subestações que melhoraram a qualidade da energia. Agora, nenhuma nova foi construída e o índice de aumento é muito superior. A população não aguenta", declarou.

Marco Túlio Alencar
Carlos Gandra/CLDF
Comunicação Social – Câmara Legislativa