Últimas Notícias Últimas Notícias

« Voltar

Câmara em Movimento retorna à Estrutural para prestação de contas

Câmara em Movimento retorna à Estrutural para prestação de contas

Sáb, 18 Nov 2017 18:07

Câmara em Movimento retorna à Estrutural para prestação de contas

Câmara em Movimento retorna à Estrutural para prestação de contas

A Câmara Legislativa retornou à Estrutural neste sábado (18) para prestar contas do trabalho realizado nos últimos seis meses para atender demandas debatidas durante sessão do projeto Câmara em Movimento, realizada na cidade em 27 de abril. As dez questões prioritárias para a comunidade haviam sido elencadas, dias antes, em oficina preparatória, além de uma pauta de sete pontos específicos sobre resíduos sólidos para atender reivindicações dos catadores do Lixão.

O balanço da atuação da Câmara em Movimento foi feito pelo presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT), que representou os demais parlamentares durante o encontro no CRAS da Estrutural. A minuciosa apresentação em power point mostrou as ações relativas a cada pauta, a resposta oficial e as ações futuras. Para cada demanda havia imagens dos ofícios decorrentes e documentos trocados entre a CLDF e diferentes órgãos de governos. Dentre as demandas prioritárias, foram 36 ações específicas da CLDF, entre audiência públicas, reuniões, ofícios, e até uma emenda à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). "Como muitas das demandas são destinadas ao governo, a Casa está intermediando cada questão e agora estamos aqui para debater esse trabalho com a comunidade", destacou o presidente.

Representantes do governo, como a secretaria interina de Assistência Social, Marlene Azevedo, e o diretor de Imobiliária da Coodhab, Jorge Gutierrez, explicaram as respostas do governo a cada reivindicação e ações futuras em benefício da comunidade.

Resíduos Sólidos - "Conseguimos adiar o fechamento do Lixão, estamos cobrando o cumprimento da política de resíduos sólidos e vamos propôr uma lei mais forte de coleta seletiva, pois sem este processo devidamente estabelecido na cidade não há trabalho para o catador", afirmou Joe Valle. Outros avanços na pauta dos catadores foram a proposta do Executivo para elevar o valor da tonelada paga às cooperativas de R$ 92 para R$ 320, a conclusão da licitação para o novo centro de triagem, com início da obra previsto para dezembro, e a emenda parlamentar que criou o programa da compensação finaceira temporária aos catadores.

"Essa prestação de contas é um processo em criação que não existia e vai se perpetuar na Casa, abrindo essa porta de convivência para o Legislativo se aproximar da comunidade˜, afirmou Valle. O deputado anunciou ainda que será lançado um site específico do Câmara em Movimento para que as populações da cidades por onde o programa passar possam acompanhar os encaminhos de suas demandas e de forma transparente e participativa.

Moradores - Ao final da análise dos resultados do Câmara em Movimento, a palavra foi aberta à população que apresentou novas cobranças. Destaque para denúncias de que a entrega de escrituras na cidade obedece a critérios políticos. Em resposta, o representante da Coodhab, Jorge Gutierrez, pediu pra que os casos sejam encaminhados para investigação. Já Maria José Gomes da Silva criticou o pouco prestígio aos trabalhadores da cidade na administração regional. "Temos muita gente qualificada aqui para trabalhar e só empregam gente de fora. O pessoal pensa que aqui só tem analfabeto".

Catadores também combraram firmeza do governo na execução da coleta seletiva. Houve agradecimentos à concessão de bolsas e à possibilidade de trabalho nos galpões de separação de materiais recicláveis, mas também foram ouvidas críticas à diminuição da renda. "Já gastei mais de R$ 250 de passagem para ir aos galpões, mas não cosigo tirar isso na coleta. Temos que trabalhar mais seis horas no Lixão para completar a renda, isso é desumano", afirmou um dos catadores presentes à prestação de contas.

Bruno Sodré
Foto: Carlos Gandra/CLDF
Comunicação Social - Câmara Legislativa