Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Reforma da Previdência é, mais uma vez, alvo de críticas de distritais

Reforma da Previdência é, mais uma vez, alvo de críticas de distritais

Ter, 23 Abr 2019 18:16

Em análise na Câmara dos Deputados, o projeto da reforma da Previdência proposto pelo presidente Jair Bolsonaro voltou a ser alvo de críticas, nesta terça-feira (23), no plenário do Legislativo local. Diversos distritais pediram mobilização dos trabalhadores contra a proposta.

O deputado Chico Vigilante (PT) avalia que o texto – classificado por ele como "reforma maléfica" – vai prejudicar todas as categorias trabalhistas, "umas mais que outras". "O Brasil não merece isso, essa reforma vai favorecer apenas os especuladores, o mercado financeiro", disse. Vigilante defendeu que trabalhadores ocupem ruas e praças em mobilização contra a proposta.

O deputado Fábio Felix (PSOL) também fez questão de se manifestar sobre o assunto. Ele criticou o fato de o governo federal ter decretado sigilo a alguns dados relativos à Previdência. "Isso é muito grave. Nós não temos transparência de informações e do impacto na vida das pessoas".

Arlete Sampaio (PT) foi outra distrital a criticar o texto do Palácio do Planalto. Para ela, trata-se de um "pacote de maldades" para o trabalhador. Entre as injustiças apontadas pela parlamentar está a mudança nas regras para o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Atualmente, recebem o benefício idosos com renda familiar inferior a 25% do salário mínimo.

Chuvas – Fábio Felix lamentou a situação da Asa Norte após as fortes chuvas registradas no domingo (21), quando Brasília comemorou 59 anos. O distrital citou manifestação da Defesa Civil que associa os alagamentos e a falta de escoamento à construção do Setor Noroeste. "Infraestrutura não acompanha a especulação imobiliária", criticou.

Gama – O deputado Daniel Donizet (PSDB) foi à tribuna nesta terça-feira para mandar um recado para a administradora do Gama, Juliana Navarro: "A cidade está malcuidada, é disso que a senhora tem que cuidar". Donizet disse ter destinado, por meio de emendas, R$ 3 milhões para a Educação de todo o DF, dos quais R$ 1 mi apenas para o Gama. Segundo ele, a administradora tem "atrapalhado" seu trabalho na cidade, além de estar ameaçando servidores do seu gabinete. O deputado Hermeto saiu em defesa do colega: "Tem de ir para rua trabalhar. Quisera eu ter emendas para minha cidade".

Privatização – Líder da Minoria na Casa, Fábio Felix apresentou, durante a sessão, despacho da Secretaria de Transporte e Mobilidade do DF (Semob) que demonstra interesse em privatizar o Metrô-DF. O texto sinaliza que o objetivo seria privatizar a manutenção, a operação e a gestão da companhia. "E ninguém está sabendo disso", reclamou o distrital, que cobrou manifestação por parte do governo e acesso aos estudos relacionados.

Denise Caputo
Fotos: Carlos Gandra/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa