Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Presidente do Comitê Paralímpico Internacional recebe título de Cidadão Honorário

Presidente do Comitê Paralímpico Internacional recebe título de Cidadão Honorário

Ter, 24 Set 2019 17:08

Presidente do Comitê Paralímpico Internacional recebe título de Cidadão Honorário

Presidente do Comitê Paralímpico Internacional recebe título de Cidadão Honorário

Nesta terça-feira (24), a Câmara realizou sessão solene para conceder a Andrew Parsons o título de Cidadão Honorário de Brasília e celebrar o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. A solenidade foi presidida pelo deputado Robério Negreiros (PSD) e contou com a presença de importantes membros do governo, nas áreas de esporte e defesa de pessoas com deficiência, e ativistas da causa.

Negreiros iniciou o evento com um pronunciamento que destacou a importância da luta pela defesa de portadores de deficiência, da completa inserção deles em todas as áreas da sociedade e os desafios que têm de ser enfrentados para alcançar esse objetivo, "A celebração dessa data é da maior importância no sentido de vencermos preconceitos e, juntos, buscarmos melhorias. Ainda temos muitos desafios pela frente para garantir plena cidadania a todos os brasileiros com algum tipo de deficiência", explicou.

Segundo o parlamentar, o maior dos desafios a ser superado é o preconceito, que acredita ser um dos principais fatores que impede que portadores de deficiência sejam plenamente inseridos e respeitados nas mais diversas áreas sociais, das quais frisou a medicinal, legislativa, educacional e profissional.

Carreira – Após o pronunciamento inicial, a contadora de história Nyedja Gennari fez uma retrospectiva sobre a vida e carreira do homenageado. Andrew Parsons iniciou sua carreira nos comitês esportivos em 1997 como estagiário em comunicação no recém-inaugurado Comitê Paralímpico Brasileiro, desde então já foi secretário geral e presidente da entidade, e também do Comitê Paralímpico das Américas simultaneamente. Até 2017 quando foi eleito presidente do Comitê Paralímpico Internacional por maioria absoluta.

Na sessão, paratletas, ex-colegas de trabalho e familiares, fizeram uma série de agradecimentos, como o medalhista de atletismo Ariosvaldo Fernandes e o voluntário nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019 Pedro Villar, que ressaltaram sua dedicação e empenho. Porém a maior homenagem veio da filha de Parsons, que fez um discurso emocionante sobre a admiração que tem pelo pai. "Uma coisa que eu mais gosto nele. Ele sempre coloca as necessidades dos outros acima das dele, sempre trata a todos com carinho e humildade", disse Rafaela.

Parsons viveu em várias cidades, mas é no Distrito Federal onde mora há mais tempo e, apesar das diversas condecorações que possui, destacou a importância de receber o Título da cidade onde mora, "É uma honra muito grande esse momento. Por mais que a gente passe em muitos eventos ao redor do mundo, conheça muita gente, receba muitas homenagens, as homenagens que mais importam são aquelas do dia a dia, aquelas da cidade onde a gente mora onde a gente vive, mais do que qualquer outro tipo de homenagem", agradeceu ele em seu discurso.

Apresentações – Depois do agradecimento, houve uma série de apresentações musicais de grupos e entidades de portadores de deficiência ou autismo, como da Good Time Garage Band, banda formada por adolescentes autistas, o Baião de 2, grupo musical da APAE-DF, da banda da Sociedade Pestalozzi e dos irmãos Daniel, de sete anos, e Júlia, de cinco anos. Além de música também houve uma apresentação de dança cigana com o Grupo Namastê e um desfile do Fashion Inclusivo.

Victor César Borges (estágiário)
Fotos: Rinaldo Morelli/CLDF
Núcleo de Jornalismo - Câmara Legislativa