Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Presidente da Academia Taguatinguense de Letras é homenageado na CLDF

Presidente da Academia Taguatinguense de Letras é homenageado na CLDF

Sex, 14 Set 2018 15:13

Presidente da Academia Taguatinguense de Letras é homenageado na CLDF

Presidente da Academia Taguatinguense de Letras é homenageado na CLDF

Fundada em 1986, a Academia Taguatinguense de Letras (ATL) é considerada patrimônio cultural, material e imaterial do Distrito Federal desde 2013. Os 32 anos da entidade, que reúne os principais escritores e autores do DF, foram celebrados em sessão solene no plenário da Câmara Legislativa nesta sexta-feira (14). Na solenidade, o presidente da ATL, Gustavo Dourado, foi homenageado com o Título de Cidadão Honorário de Brasília.

A Academia Taguatinguense de Letras promove atividades de incentivo ao hábito da leitura e conta com o maior acervo de livros de autores do DF. Em sua sede, na CNB 01, Área Especial 1 de Taguatinga, há duas bibliotecas comunitárias que abrigam mais de 7 mil livros de escritores do Planalto Central. E a história da entidade se entrelaça com a do escritor, professor e produtor cultural Gustavo Dourado.

O novo cidadão honorário de Brasília nasceu no interior da Bahia e mora na capital federal há 40 anos. Foi aqui que o gosto pela leitura – cultivado desde muito pequeno – o conduziu para a escrita. Autor de diversos livros, Dourado ganhou destaque na literatura de cordel, tendo publicado centenas de folhetos e tendo virado objeto de estudos em universidades no Brasil e no exterior. Uma das produções do escritor é o livro "Cordelos", um apanhado de 57 cordéis dedicados a grandes nomes da literatura brasileira e mundial.

Para a diretora da Academia de Letras e Música do Brasil, Meireluce Fernandes, Gustavo Dourado é a "expoência máxima da literatura e da cultura da cidade, não só por sua escrita, mas pelo que faz pela cultura no DF".

A militância e o engajamento do homenageado também foram lembrados por outros presentes na solenidade de hoje. A secretária geral da ATL, Maria Félix Fontele, fez questão de destacar as conquistas da academia durante a gestão de Dourado. Ela lembrou, por exemplo, o envolvimento ativo na organização da Feira do Livro da Câmara Legislativa, este ano em sua quarta edição.

Da Academia Paulista de Letras, a poetisa Miriam Goes, por sua vez, contou ter começado a escrever, já em idade avançada, graças ao estímulo de Gustavo Dourado. "Ele é como um irmão, por isso viajei mil quilômetros para poder participar dessa homenagem", afirmou.

Também presente à solenidade, a professora e ex-distrital Maria da Guia disse que a CLDF se enriquece com a entrega do título ao presidente da Academia Taguatinguense: "O título é dele, mas a honra é nossa".

Arte e transformação – Durante a solenidade, a deputada Celina Leão (PP) falou acreditar no poder de transformação de uma sociedade pela cultura. Ela apontou Gustavo Dourado como uma pessoa que teve a vida mudada pela educação e que agora trabalha para transformar outras vidas. "A ATL dissemina a cultura da leitura não só em Taguatinga, ela irradia isso para o DF e o País", apontou.

Autor do pedido de homenagem, o deputado Raimundo Ribeiro (MDB) seguiu a mesma linha: "Gustavo tem feito um trabalho extraordinário por nossa cidade, mantendo acesa a luz da cultura no DF".

O escritor agradeceu a homenagem e a presença das dezenas de pessoas que se reuniram no evento. Em seu discurso, ele lembrou a participação em diversos eventos culturais nas últimas décadas, como na 1ª Feira do Livro de Brasília, há 30 anos. Ele destacou, ainda, que vai passar a integrar, a partir da próxima semana, a Academia Brasileira de Literatura de Cordel.

Denise Caputo
Fotos: Rinald Morelli
Comunicação Social – Câmara Legislativa