Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Bombeiros simulam salvamento em altura durante comemoração dos 163 anos da corporação

Bombeiros simulam salvamento em altura durante comemoração dos 163 anos da corporação

Sex, 28 Jun 2019 15:27

Bombeiros simulam salvamento em altura durante comemoração dos 163 anos da corporação

Bombeiros simulam salvamento em altura durante comemoração dos 163 anos da corporação

Bombeiros simularam salvamento em altura, com descida de tirolesa e rapel, nos prédios da Câmara Legislativa do Distrito Federal como parte da comemoração dos 163 anos da corporação. Em solenidade no plenário, com apresentação da banda do Corpo de Bombeiros Militar do DF (CBMDF) e a participação de bombeiros-mirins, o autor da homenagem, deputado Rooselvelt Vilela (PSB), exaltou a "valorosa" corporação, detentora da maior credibilidade institucional do País, segundo levantamento do IBOPE feito no ano passado.

O parlamentar remontou a origem da corporação, criada em 2 de julho de 1856 pelo imperador Dom Pedro II, no Rio de Janeiro. Ele lembrou a marcha histórica em 1965, quando um grupo que aguardava pela transferência para Brasília, decidiu se deslocar a pé do Rio a nova capital. A marcha partiu da Praça Mauá, no Rio, em 2 de julho, e chegou no Eixo Rodoviário no dia 26 daquele mês. "A história do Corpo de Bombeiros é uma revisita à história da capital; o trabalho da corporação merece nosso reconhecimento", afirmou o parlamentar, que é bombeiro da reserva.

O deputado anunciou proposta de sua autoria que prevê gratuidade em transporte público para integrantes do CBMDF mediante apresentação da identidade funcional. "Ao circular à paisana dentro de ônibus, o bombeiro militar está apto para agir em situações de emergência", acredita. A atuação de Roosevelt como representante da corporação na CLDF foi elogiada pelo presidente da Casa, deputado Rafael Prudente (MDB), que sugeriu incluir os bombeiros no projeto de gestão compartilhada nas escolas do DF.

Diversos parlamentares, membros da carreira militar e da reserva, manifestaram o respeito e a admiração pelo trabalho do CBMDF, como os deputados Hermeto (PHS), João Cardoso (Avante) e Iolando (PSC). "O bombeiro é um defensor da vida", disse o deputado Martins Machado (PRB), corroborado pela deputada Telma Rufino (Pros). Já o deputado Jorge Vianna (Podemos) contou sobre a excelência do atendimento em um acidente de carro em que ele estava na BR-070, onde uma viatura dos bombeiros os socorreu. O episódio o estimulou a optar pelo "socorro às pessoas" como servidor da saúde, narrou.

São feitos cerca de seis mil atendimentos mensais pelas viaturas, entre as dez mil ocorrências que a corporação realiza mensalmente, de acordo com o comandante-geral do CBMDF, coronel Carlos Emilson Santos. Ele citou o leque de ações da corporação, como o recolhimento no aleitamento materno, a colaboração no combate à dengue, que envolveu oito mil bombeiros, e o cadastramento de 23 mil famílias no bolsa-família, além dos projetos sociais, como o bombeiro-amigo e os bombeiros-mirins, e das missões em parcerias com outros estados, como o resgate de vítimas em Brumadinho (MG). "Quem nos agradece é a sociedade", afirmou.

Por outro lado, o comandante discorreu sobre as agruras da profissão, ao exemplificar que, na última semana, durante o resgate de uma pessoa em um telhado, dois bombeiros se feriram, um deles gravemente. Segundo Santos, o que os move diariamente é o compromisso da corporação: "Vidas alheias, riquezas salvar".

Concursados – O vice-governador do DF, Paco Britto, disse aos aprovados no último concurso público, muitos deles presentes nas galerias, que eles serão "chamados, dentro dos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal". Porém, Britto não precisou datas. Ele acrescentou que os bombeiros são um "orgulho para os brasilienses".

Já o secretário de Segurança Pública do DF, Anderson Torres, falou sobre o que ele considera o "grande desafio" de sua gestão, que é "harmonizar as forças de segurança" do governo. "Acredito que estamos quebrando resistências para viver um novo tempo", disse, ao elogiar o trabalho heroico dos bombeiros.

Louvor – Ainda durante a solenidade, que contou com a participação de diversas autoridades, como o comandante do 7º distrito naval, vice-almirante Wladmilson Aguiar, o deputado Roosevelt entregou moções de louvor a integrantes do Corpo de Bombeiros Militar do DF.

Franci Moraes
Fotos: Rinaldo Morelli/CLDF
Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa