Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Qua, 19 Jun 2019 18:16

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

Audiência Pública debate criação da Praça Marielle Franco

A Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou audiência pública nesta quarta-feira (19) pela manhã para discutir a criação da praça Marielle Franco, em homenagem à ex-vereadora do Rio de Janeiro, assassinada em março de 2018. A iniciativa partiu do deputado Fábio Felix (PSOL), presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos, Cidadania, Ética e Decoro Parlamentar. A praça pública que receberá o nome da vereadora fica no Setor Comercial Sul, em frente à Galeria dos Estados.

Duas audiências públicas já foram realizadas para validar o projeto de lei n° 167/2019, que propõe a homenagem, seguindo recomendação da legislação, que estabelece que a nomeação de logradouro público deve ser respaldada pela população. Para Felix, a criação desta praça não tem influência de campos políticos, já que o objetivo é criar um local que homenageie à luta pela promoção dos direitos humanos. "Nomear a praça Marielle Franco não é uma pauta da Esquerda ou da Direita, este ato significa dar um recado à sociedade, nenhuma personalidade democraticamente eleita pode ter sua vida interrompida", disse o deputado.

Marielle Franco foi eleita vereadora no Rio de Janeiro com cerca de 50 mil votos, a quinta mais votada. Durante seu mandato, Marielle pautou sua atuação na defesa das mulheres negras e na agenda de direitos humanos  

Fábio Felix falou sobre a ascensão da vereadora na política e da repercussão de sua morte. "Infelizmente a execução dela foi o momento de maior visibilidade da sua história, inclusive internacionalmente". Segundo o deputado, "mais de 150 logradouros públicos do mundo homenageiam Marielle Franco".

O parlamentar deixou claro que não importa a naturalidade de Marielle, mas sim os efeitos que podem ser gerados para o Distrito Federal. "Alguns vão dizer que Marielle Franco não era do DF, mas não necessariamente só as pessoas que moram aqui são capazes de produzir relevância para essa cidade. A reflexão que Marielle gera no ponto de vista dos direitos humanos é muito importante e pode fornecer muitas mudanças nas políticas públicas locais", afirmou.

Karine Teles (Estagiária)

Foto: Rinaldo Morelli

Núcleo de Jornalismo – Câmara Legislativa