Últimas Notícias Últimas Notícias

Taguatinga cobra rede de enfrentamento à violência contra a mulher

Taguatinga cobra rede de enfrentamento à violência contra a mulher

Qui, 29 Jun 2017 20:29

Taguatinga cobra rede de enfrentamento à violência contra a mulher

Taguatinga cobra rede de enfrentamento à violência contra a mulher

Somente nos três primeiros meses do ano, Taguatinga registrou sete feminicídios, 27 estupros, 665 ocorrências de violência doméstica, entre outros dados alarmantes. Segundo a advogada e subsecretária de Políticas para as Mulheres, Lúcia Bessa, a cidade é a quarta do Distrito Federal com mais casos de violência contra a mulher. A feminista anunciou esses e outros números durante sessão itinerante da Câmara Legislativa nesta quinta-feira (29), em Taguatinga. O fortalecimento da rede de atendimento figura entre as dez demandas prioritárias apontadas por lideranças comunitárias da cidade.

A instalação de uma delegacia especial de atendimento à mulher (Deam), o funcionamento em período integral da Seção de Atendimento à Mulher (SAM) e a implantação de um Núcleo de Atendimento às Famílias e aos Autores de Violência Doméstica (NAFAVD) na cidade são três das dez prioridades elencadas.

De acordo com Lúcia Bessa, o DF conta com apenas uma delegacia da mulher, localizada na Quadra 204 sul, e as seções de atendimento à mulher – que funcionam nas delegacias de polícia – atendem apenas durante a semana, de segunda a sexta, de 12h às 19h. A militante lamentou que mulheres em situação de violência sejam, em grande parte, atendidas nos balcões de delegacias, junto com outras situações. "Essas mulheres merecem respeito, dignidade e amor", disse, ao pedir aos parlamentares a apresentação de emendas para que as vítimas de violência possam receber um atendimento multidisciplinar adequado.

O presidente da Casa, deputado Joe Valle (PDT), explicou que a Câmara Legislativa conta com uma Procuradoria Especial da Mulher e colocou a estrutura à disposição para ajudar no fortalecimento da rede de enfrentamento.

Outras demandas – José Simões, do Conselho de Saúde, lamentou a situação da saúde em Taguatinga e em todo o DF. Ele defendeu a necessidade de se ampliar o quadro de pessoal do Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Além disso, foi levantada a importância de se reformar a unidade de saúde pública, de forma a oferecer uma estrutura adequada.

Definidas em reunião preparatória para a sessão desta tarde, outras reivindicações prioritárias foram apresentadas aos deputados por lideranças comunitárias e moradores da cidade. São elas: a requalificação do Taguaparque, com melhoria da infraestrutura; o alargamento da Avenida Samdu; a revitalização da entrada e centro de Taguatinga, para atrair visitantes; a construção de creche para atender a QNL; e a requalificação do Taguacenter/Mercado Norte.

Atividade legislativa – Taguatinga sediou hoje a última sessão deliberativa da Câmara Legislativa neste semestre. Mais de quarenta projetos de deputados e do Executivo foram votados no Centro Cultural Taguaparque. Em recesso a partir de 1º de julho, os deputados distritais retomam as atividades legislativas no dia 1º de agosto, mês em que será retomado, também, o projeto Câmara em Movimento – que leva a CLDF para cada uma das regiões administrativas do DF.

Denise Caputo - Coordenadoria de Comunicação Social