Comissão de seleção Comissão de seleção

Adriana Vasconcelos

Diretora cinematográfica e roteirista profissional, Adriana Vasconcelos é graduada em Cinema com mestrado em Arte pela Universidade de Brasília (UnB). Além disso, é atriz profissional, com passagem pelo curso de Artes Cênicas da UnB e pelo Studio Fátima Toledo (SP). Estreou como diretora de cinema em 2004, com "Só Sofia" (16mm), que recebeu menção honrosa no Troféu Câmara Legislativa daquele ano. "Senhoras" (35mm), realizado em 2010, foi selecionado para vários festivais no Brasil e no exterior. Atualmente trabalha como script doctor/consultora em roteiros e na pré-produção/preparação/captação de seu primeiro longa-metragem,"3x4".

Ciro Marcondes

Crítico e professor de cinema, Ciro Marcondes é Mestre em Literatura pela Universidade de Brasília e doutorando na área de Imagem e Som, também na UnB. Foi professor da mesma instituição (2009-2011) e, atualmente, dá aulas no curso de Cinema e Mídias Digitais do IESB. Traduziu o livro "A narrativa cinematográfica", de François Jost e André Gaudreault, pela editora da UnB, e produziu o curso "História do Cinema Mundial", em oito módulos, juntamente à UnB e ao GDF. Foi editor do site www.alucinaticos.com.br e é o editor atual do site www.raiolaser.net.

Debora Diniz

Doutora em Antropologia pela Universidade de Brasília (UnB), documentarista e ativista de direitos humanos. Debora dirigiu seis documentários, ganhadores de mais de 50 prêmios nacionais e internacionais: Uma História Severina (2005), em co-direção com Eliane Brum; Habeas Corpus (2005), em co-direção com Ramon Navarro; À Margem do Corpo (2006); Quem são Elas? (2006); Solitário Anônimo (2007); e A Casa dos Mortos (2009). É professora do Programa de Pós-Graduação em Política Social e do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde na UnB. Professora do Programa de Pós-Graduação em Bioética, Ética Aplicada e Saúde Coletiva da Fiocruz. Pesquisadora da Anis – Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero.

Eugênio Matos

Formado em música pela UnB, com mestrado em Trilha Sonora pela Unicamp e formação em Composição para Cinema e TV pela Universidade da Califórnia, Eugênio Matos compôs a música original de vários longa-metragens. Entre eles, "Senta a Pua", vencedor do Troféu Câmara Legislativa de melhor longa em 1999. Premiado em vários festivais, o músico tem mais de 25 anos de experiência nas áreas de composição e arranjo, direção de estúdio e palco, além de sonoplastia. Como instrumentista, acompanhou vários artistas nacionais em apresentações pelo País e possui quatro CDs gravados. É professor da Escola de Música de Brasília e do IESB.

Ítalo Cajueiro

Publicitário e professor universitário com mestrado em Comunicação Social pela Universidade de Brasília (UnB). É cineasta, animador, roteirista, ilustrador, programador visual e diretor de diversos curta-metragens: "O Lobisomem e o Coronel", "A moça que dançou depois de morta", "A menina que pescava estrelas", "Reconhecimento" e "I-Juca Pirama". Foi o primeiro brasileiro a conquistar o prêmio de melhor filme do Anima Mundi. Suas animações já receberam 47 prêmios em diversos festivais de cinema no Brasil e no exterior e já foram exibidas em diversos países como França, Portugal, Espanha, Argentina, Japão, Canadá, Coréia, Ucrânia, Índia, Alemanha, entre outros.