Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Sessão solene comemora Dia Internacional da Síndrome de Down

Sessão solene comemora Dia Internacional da Síndrome de Down

Seg, 20 Mar 2017 14:00

Sessão solene comemora Dia Internacional da Síndrome de Down

Sessão solene comemora Dia Internacional da Síndrome de Down

Com música, dança e desfile de modas, a Câmara Legislativa do Distrito Federal realizou na manhã desta segunda-feira (20) uma sessão solene em homenagem ao Dia Internacional da Síndrome de Down. A iniciativa partiu do deputado Robério Negreiros (PSDB), que ressaltou a importância do combate ao preconceito e a convivência com as diferenças. "O que diferencia os mortais é a capacidade de conviver com as diferenças. Tratar de igualdade num mundo com tanta individualidade é indispensável", disse o distrital.

O plenário da Câmara recebeu uma sessão diferente das habituais. A mesa da solenidade foi toda montada com pessoas com síndrome de down, incluindo escritores, músicos, pedagogos, dançarinos, entre outros. A sessão também contou com a participação de familiares, amigos e profissionais que atuam com a síndrome de down.

A sessão foi aberta com a execução do hino nacional por João Pedro Cantuária Tauil, que tocou uma flauta doce. Depois houve apresentação de dança, com o grupo Namastê, e desfile de moda, com a companhia "fashion inclusivo", que além de pessoas com down conta ainda com cadeirantes, surdos e outras pessoas com deficiência.

Mortes – Mas a sessão também teve momentos de reflexão. O defensor público André Soares, que tem um filho de cinco anos com down, chamou a atenção para uma realidade cruel. Segundo ele, a cada semana cerca de cinco crianças com síndrome de down morrem no DF por falta de cirurgia e tratamento cardíaco. A situação é alarmante e já foi denunciada ao Ministério Público.

A dificuldade no tratamento de cardiopatias de pessoas com down foi apontada pelo defensor público como um dos problemas mais graves no DF. Ele pediu o apoio da Câmara Legislativa para ajudar a desenvolver políticas públicas que enfrentem esta situação.

Ação – O presidente da Câmara, deputado Joe Valle (PDT), acompanhou a sessão e sugeriu a criação de um plano de ação para a Câmara com 10 pautas prioritárias para o setor. O plano contaria com as ações e os indicadores para cada uma das 10 prioridades. Ele propôs ainda a realização de um seminário para definição das 10 pautas e montagem do plano.

Valle mencionou, por exemplo, a demora de quase dois anos para a obtenção de uma consulta com um pediatra. Pare ele, esta situação precisa ser modificada com urgência e o Legislativo pode atuar junto ao Executivo para encontrar soluções.

Victor Hudson Santiago resumiu o sentimento geral sobre a solenidade. Para ele, todos devem viver com felicidade e não com tristeza. Além dos depoimentos de várias pessoas com down, a sessão ainda teve a apresentação de vídeos retratando experiências de sucesso na inserção social dos jovens.

Data – O Dia Internacional da Síndrome de Down é celebrado em 21 de março numa alusão ao cromossomo 21, que sofre a alteração genética responsável pela síndrome. A data é referendada pela Organização das Nações Unidas em seu calendário oficial e foi oficialmente oficializada em 2006. O Dia Internacional tem como objetivo dar visibilidade ao tema, reduzindo a origem do preconceito, especialmente pela falta de informação correta.

Na justificativa para realização da sessão solene, o deputado Robério Negreiros (PSDB), explica que a iniciativa é para "combater o mito que teima em transformar uma diferença num rótulo, numa sociedade cada vez mais sem tempo, sensibilidade ou paciência para o diferente".

Luís Cláudio Alves - Coordenadoria de Comunicação Social