Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Grupo de trabalho vai contribuir para sanar crise hídrica no DF

Grupo de trabalho vai contribuir para sanar crise hídrica no DF

Qua, 25 Jan 2017 20:00

Grupo de trabalho vai contribuir para sanar crise hídrica no DF

Grupo de trabalho vai contribuir para sanar crise hídrica no DF

A Frente Parlamentar Ambientalista da Câmara Legislativa realizou na tarde desta quarta-feira (25) debate sobre a crise dos recursos hídricos do Distrito Federal. Na oportunidade foi apresentado o Grupo de Trabalho (GT) criado para canalizar todas as medidas referentes ao assunto, como audiência públicas, debates e proposições legislativas. O encontro, realizado na sala de comissões Pedro Duarte, atraiu entidades, técnicos e interessados em preservação ambiental.

O vice-presidente da frente e coordenador do GT, deputado Chico Leite (Rede), garantiu que é preciso tratar o assunto sem pânico. "A crise hídrica deve ser debatida de maneira séria e otimista", destacou. O parlamentar frisou ainda a importância da criação do Grupo de Trabalho: "é uma maneira de trazermos para dentro da Casa do povo essa discussão, e conseguirmos encontrar medidas eficazes de curto, médio e longo prazos para levarmos ao Poder Executivo".

Para Jorge Enoch, presidente do Comitê de Bacia do Paranoá, as circunstâncias hídricas do Distrito Federal são bastante graves. "Nossa equipe técnica tem acompanhado com afinco a situação, que é fruto de um atraso no planejamento brasiliense. As vazões hoje são as menores da história do DF", lembrou Enoch.

O secretário de meio ambiente do DF, André Lima, representou o Governo no debate e disponibilizou o apoio do órgão ao Grupo de Trabalho. "A situação merece composição e diálogo responsável. É preciso um pacto social entre os governantes e a sociedade para que as medidas sejam eficazes, e a Câmara Legislativa está propondo este elo", frisou. O representante governamental fechou seu discurso com a sugestão de convidar a coordenadora do pacto pela água de São Paulo para auxiliar "o DF sair desta crise".

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) também esteve presente no debate e apresentou os relatórios do desempenho da empresa. O presidente, Maurício Luduvice, lembrou que a Companhia trabalha com transparência. "Nunca falamos que seria fácil, fazemos nosso trabalho e precisamos que a sociedade contribua. Vamos participar do Grupo de trabalho", afirmou Luduvice.

Cronograma - Segundo o distrital Chico Leite (Rede), esta foi a primeira reunião do grupo, que pretendemos unir esforços de todas as entidades e interessados. O cronograma de trabalhos será divulgado posteriormente. Também participaram da reunião do GT o diretor da Adasa, Paulo Salles; o professor doutor em recursos hídricos, Sérgio Koide; e promotora de justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural (Prodema), Marta Eliana. 

Luana Pontes (estagiária) - Coordenadoria de Comunicação Social