Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Distrital se defende de acusações e diz que falas de áudios foram “pinçadas”

Distrital se defende de acusações e diz que falas de áudios foram “pinçadas”

Qua, 08 Mar 2017 16:50

A deputada Celina Leão (PPS) fez um longo discurso na sessão ordinária da Câmara Legislativa desta quarta-feira (8) sobre os áudios da Operação Drácon divulgados no final de fevereiro. Segundo ela, as falas foram "pinçadas": "Como não tinham nada para falar, disseram que eu estava montando um dossiê contra o governador e contra o deputado Chico Vigilante (PT)".

Celina fez duras críticas ao comportamento do colega petista – quem repudiou as denúncias de "ataque a sua família" na sessão do último dia 2 – e o acusou de ter se vitimizado. "Se fosse um assessor meu a falar da família de qualquer um, eu teria mandado embora", afirmou, garantindo que a fala do trecho divulgado era de uma pessoa de fora de seu gabinete.

A distrital criticou, também, o governador Rodrigo Rollemberg por ter mantido no governo o "estelionatário que clonou seu telefone". Sobre as denúncias de que estaria montando um dossiê contra o chefe do Executivo, Celina disse: "Não preciso montar dossiê nenhum. Todo dia recebo denúncias e reclamações em meu gabinete".

Gravações - O deputado Raimundo Ribeiro (PPS) criticou o que classificou de "vazamentos seletivos e imorais" de parte das gravações dos gabinetes de distritais obtidos pela Operação Drácon. "Isto é uma safadeza", afirmou, lembrando que a Mesa Diretora já requereu a íntegra dos áudios para divulgação de todo o conteúdo. O deputado também acusou o governador Rodrigo Rollemberg de ser o articular da operação, segundo ele, porque a CPI da Saúde estava chegando muito perto da "roubalheira".

O deputado Wellington Luiz (PMDB) disse que a Câmara precisa entender que a Operação Drácon "é uma armadilha" para os distritais. Segundo ele, o processo da operação está sendo utilizado para constranger pessoas e desviar o foco do governo. "Não vou desistir da CPI da Saúde. Isto agora é uma questão de honra para mim", afirmou.

Já o deputado Agaciel Maia (PR) saiu em defesa do deputado Chico Vigilante (PT) e do governador Rodrigo Rollemberg. Para o parlamentar, o clima tenso de acusações entre os deputados não leva a nada e atrapalha a discussão de políticas públicas e projetos. Maia disse que conhece Vigilante há 37 anos e assegurou que ele "é um homem sério, que tem um estilo próprio de fazer política". Em relação ao governador Rollemberg, o distrital ressaltou que a maioria das críticas apresentadas se referem a situações criadas em outros governos, como a licitação no transporte público e a crise na saúde.

Dia da Mulher – Antes de tratar da Operação Drácon, Celina Leão destacou a comemoração do Dia Internacional da Mulher. Ela lembrou os vários preconceitos enfrentados diariamente pelas mulheres em casa, no trabalho e na rua. E lamentou os altos índices de violência: "É quase uma guerra civil". Vários distritais se manifestaram durante a sessão ordinária destacando a passagem do Dia Internacional da Mulher, entre eles Luzia de Paula (PSB), Cláudio Abrantes (Rede) e Ricardo Vale (PT).

Crise hídrica – O líder do governo na Casa, deputado Rodrigo Delmasso (Podemos), foi à tribuna na sessão de hoje apresentar as ações do GDF para mitigar a crise hídrica por que passa o Distrito Federal. De acordo com ele, o governo está investindo no Sistema Produtor do Corumbá – que deve beneficiar 1,3 milhão de moradores, segundo informou –; em obras para a captação de água no Córrego do Bananal; no reflorestamento de mata ciliar, e na ampliação do programa Produtor de Água. Delmasso encerrou seu pronunciamento reforçando a importância da colaboração de todos para a economia de água.

Ronda - O deputado Chico Leite (Rede) ocupou a tribuna na sessão desta quarta-feira (8) para falar sobre indicação de sua autoria, apresentada ontem (7), sugerindo ao GDF a implantação da Ronda Maria da Penha, que já existe na Bahia e no Rio Grande do Sul. A iniciativa prevê a capacitação da polícia militar e a qualificação dos serviços de atendimento para vítimas de violência doméstica, além de medidas protetivas.

Russo - O falecimento do ex-secretário de Desenvolvimento Social do DF, Osvaldo Russo, ocorrido na noite de ontem, foi lamentado durante a sessão. Os deputados Raimundo Ribeiro e Ricardo Vale destacaram a importância da trajetória política de Russo em defesa de uma sociedade melhor. O presidente da Câmara Legislativa, deputado Joe Valle (PDT), também manifestou pesar pelo falecimento e propôs a votação de uma moção de pesar para os familiares do ex-secretário.

Denise Caputo e Luís Cláudio Alves - Coordenadoria de Comunicação Social