Mais lidas Mais lidas

« Voltar

Câmara em Movimento leva Legislativo do DF ao Jardim Botânico

Câmara em Movimento leva Legislativo do DF ao Jardim Botânico

Qui, 24 Ago 2017 19:10

Câmara em Movimento leva Legislativo do DF ao Jardim Botânico

Câmara em Movimento leva Legislativo do DF ao Jardim Botânico

Em mais uma etapa do projeto Câmara em Movimento, que está percorrendo todas as regiões administrativas do DF, a Câmara Legislativa esteve no Jardim Botânico, na tarde desta quinta-feira (25), para dialogar com os moradores sobre as principais reivindicações daquela localidade. Ao final do evento, os deputados distritais se comprometeram em atender, por meio de emendas ao Orçamento, várias das demandas apresentadas.

A regularização fundiária foi uma questão que permeou as solicitações dos moradores durante a sessão ordinária. A região é conhecida pelos grande número de condomínios. Além disso, a falta de equipamentos públicos básicos – como escola e posto de saúde – no Jardins Mangueiral foi outro ponto reiterado.

O presidente da CLDF, deputado Joe Valle (PDT), explicou que as prioridades foram elencadas por lideranças comunitárias durante uma oficina técnica coordenada pela Câmara Legislativa. "Assumimos o compromisso de voltar nos próximos seis meses, pelo menos uma vez a cada 30 dias, para prestar contas. O objetivo é cumprir, no mínimo, 60% dos pedidos. Para isso, mantemos um painel por meio do qual, diariamente, acompanhamos as reivindicações apresentadas", explicou.

Os parlamentares ouviram representantes de diversas entidades de moradores e de empresários, que se sucederam para apresentar as necessidades do Jardim Botânico, como a regularização do Polo Verde e do Polo de Artesanato; a construção de escola e da feira do Mangueiral; a duplicação e o asfaltamento de vias e rodovias; além da reativação da Administração Regional, que se encontra vinculada ao Lago Sul.

"A feira do Mangueiral é uma necessidade", afirmou Gilmar Tominaga, ao relatar a reivindicação. "Os moradores precisam se deslocar para fazer compras. E a feira é, também, um espaço sociocultural", argumentou, observando que seriam criados 500 empregos diretos. Já Paulo Isidoro de Jesus, da Associação dos Amigos do Jardins Mangueiral, lembrou que o local tem 30 mil habitantes e não conta sequer com uma escola.

Representando a Associação Comunitária dos Condomínios da Região do Jardim Botânico (AJAB), Claudemir Pita solicitou a duplicação da DF 001 até a QI 29 do Lago Sul, para a qual seriam necessários R$ 3,8 milhões. Enquanto Lippe Viana pediu a pavimentação asfáltica ligando a Estrada do Sol ao bairro Vila do Boa, "onde falta ônibus, porque os motoristas se recusam a trafegar naquele trecho".

Soluções – Após a apresentação das reivindicações, os deputados indicaram diversos encaminhamentos. Para Ricardo Vale (PT), "enquanto não ocorre a regularização dos condomínios, a Agefis precisa parar de aterrorizar os moradores". E, como os demais parlamentares presentes, apoiou a construção de escola no Mangueiral. O deputado Wellington Luiz (PMDB) também defendeu a regularização fundiária. Agaciel Maia (PTC), líder do governo na CLDF e relator do Orçamento, informou que já estão previstos recursos, principalmente, para o setor da mobilidade.

O deputado Chico Vigilantes (PT) afirmou que a escola do Mangueiral já está garantida. Ele explicou que um acordo entre os distritais garantirá as verbas necessárias para a obra. Rafael Prudente (PMDB) abraçou a construção da escola, lembrou que "está passando da hora de construir um posto de saúde" e disse ser necessária uma área para expandir projetos sociais. Enquanto Raimundo Ribeiro (PPS) defendeu a feira do Mangueiral: "Cidades se consolidam com as feiras". A obra também recebeu o apoio da deputada Liliane Roriz (PTB). Por sua vez, Luzia de Paula (PSB) afirmou seu compromisso com as demandas e, além da escola, disse que vai apoiar a construção de uma creche na região.

O deputado Lira (PHS) conclamou todos os parlamentares a se unirem em torno da busca de soluções para os problemas da localidade. Ele fez um balanço das ações que empreendeu, voltadas ao Jardim Botânico, uma das principais regiões que o elegeu deputado distrital. As deputadas Celina Leão (PPS) e Telma Rufino (Pros) também prestaram contas das ações destinadas àquela comunidade.

O ouvidor da Câmara Legislativa, deputado Chico Leite (Rede) salientou que a Ouvidoria está à disposição de todos, "para intermediar queixas e reclamações, com o máximo de transparência". Professor Israel (PV) destacou que os moradores do Jardim Botânico sempre se preocuparam com a qualidade de vida e apoiou as reivindicações. E o deputado Robério Negreiros (PSDB), que presidiu parte da sessão, também se colocou à disposição da comunidade.

São Sebastião – A próxima cidade a receber o projeto Câmara em Movimento será São Sebastião. A oficina com as lideranças comunitárias, na qual serão definidas as prioridades, está prevista para o dia 2 do próximo mês. A sessão ordinária naquela localidade está marcada para o dia 21 de setembro.

Marco Túlio Alencar - Coordenadoria de Comunicação Social